Análise fundamental

Análise fundamental é um método utilizado para avaliar o valor intrínseco de um ativo, como uma ação ou uma moeda, examinando os factores económicos, financeiros e outros factores qualitativos e quantitativos relacionados. Os investidores e analistas utilizam a análise fundamental para tomar decisões informadas sobre a compra, detenção ou venda de activos.

Análise fundamental

Componentes-chave da análise fundamental

  1. Indicadores económicos: Estes incluem factores macroeconómicos mais amplos, tais como taxas de juro, taxas de inflação, taxas de desemprego, crescimento do PIB e outros que podem influenciar o valor de um ativo.
  2. Demonstrações financeiras: No caso das acções, estas incluem o balanço, a demonstração de resultados e a demonstração de fluxos de caixa, que fornecem informações sobre a saúde financeira e o desempenho de uma empresa.
  3. Factores qualitativos: Incluem elementos como a gestão da empresa, o reconhecimento da marca, as patentes e a tecnologia própria.
  4. Tendências do sector: A análise da saúde e das tendências do sector em que uma empresa opera pode oferecer uma perspetiva sobre o potencial desempenho futuro.
  5. Cenário competitivo: Trata-se de avaliar os pontos fortes e fracos dos concorrentes de uma empresa.

Técnicas e métricas utilizadas

  • Resultados por ação (EPS): Calcula o lucro de uma empresa atribuído a cada ação ordinária em circulação.
  • Rácio preço/lucro (P/E): Compara o preço atual das acções de uma empresa com os seus ganhos por ação.
  • Rácio preço/valor contabilístico (P/B): Compara o valor de mercado de uma empresa com o seu valor contabilístico.
  • Rácio dívida/capital próprio: Avalia a alavancagem financeira de uma empresa, comparando o seu passivo total com o capital próprio dos accionistas.
  • Rendimento de dividendos: Mostra o rendimento anual de dividendos que um acionista pode esperar, como uma percentagem do preço atual da ação.
  • Rendimento do capital próprio (ROE): Mede a rendibilidade de uma empresa comparando o resultado líquido com o capital próprio.

Pontos fortes e desafios

  • Pontos fortes:
    • Fornece uma visão profunda: Oferece uma compreensão abrangente dos factores de valor e dos riscos de uma empresa.
    • Perspetiva a longo prazo: Ajuda os investidores a identificar oportunidades de investimento a longo prazo e a evitar a volatilidade do mercado a curto prazo.
  • Desafios:
    • Consome muito tempo: Uma análise fundamental adequada requer um mergulho profundo em muitos dados, o que pode consumir muito tempo.
    • Subjetividade: Dois analistas podem interpretar os mesmos dados de forma diferente e chegar a valores intrínsecos diferentes para um ativo.
    • Pode falhar movimentos a curto prazo: Uma vez que se centra essencialmente no longo prazo, a análise fundamental pode nem sempre ter em conta os movimentos do mercado a curto prazo.

Comparação com a análise técnica

Enquanto a análise fundamental avalia o valor intrínseco de um ativo através do exame de dados e factores externos, a análise técnica preocupa-se mais com o estudo dos padrões de preços e de volume utilizando gráficos. A análise fundamental é frequentemente preferida para estratégias de investimento a longo prazo, enquanto a análise técnica é normalmente utilizada para transacções a curto prazo.

Resumo

A análise fundamental é uma pedra angular do investimento e é utilizada por investidores de todo o mundo para determinar se um ativo, como uma ação, está subvalorizado ou sobrevalorizado. Ao examinar uma miríade de factores que podem afetar o valor de um ativo, desde as finanças da empresa até indicadores económicos mais amplos, os investidores podem tomar decisões informadas sobre a entrada ou saída de posições. Embora abrangente e valioso, como todos os métodos, tem as suas limitações e é frequentemente utilizado em conjunto com outros tipos de análise, como a análise técnica, para obter uma imagem completa do mercado.

foto do avatar
Três Investidores
Artigos: 27
Registo no eToro